Pesquise nome assunto

pesquise aqui nome ou assunto desejado.
Quem entra nessa de genealogia é preso pelos antepassados nos seus tempos e de lá não consegue mais sair!
Fazer pesquisas genealógicas e fazer uma viagem no tempo.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A cidade menospreza os antigos proprietários daquelas terras.

Infelizmente, Cambuquira, origem mineira de nossa família, parece menosprezar os antigos proprietários das terras onde hoje se localiza a cidade. Nem a história escrita, talvez por falta de dados históricos, tem mais detalhes. Não se sabe como a família foi para aquelas terras e nem o motivo.

Eu, como descendente e pesquisador das origens, tenho as minhas hipóteses. José da Silva Leme, era neto paterno de Manoel da Cunha Gago, de uma família de desbravadores dos tempos do Brasil Colônia. Seu irmão, ou tio, Simão da Cunha Gago, foi o fundador da cidade de Resende no Estado do Rio de Janeiro. Portanto, os Cunha Gago devem ter chegado à região à procura de ouro e como não descobriram quase nada por aqui, passaram à atividade agrícola.

José da Silva Leme, que não sei porque "da Silva", herdou o sobrenome "Leme", como já citei neste blog, de sua mãe Mécia da Veiga Leme , senhora originária de Mogi das Cruzes, conforme nos passou a história pelo trabalho de seu trineto José (da Silva Lemes) Guimarães.

A história dá mais valor aos escravos dos quais o legado deixado pelas filhas de José da Silva Leme fora desapropriado do que aos antigos donos que deram infraestrutura básica ao desbravar a região montando ali uma fazenda produtiva. Como prova disso, os próprios escravos da família premiados pela dedicação pela três irmãs de Vicente da Silva Leme, talvez o primogênito do casal fundador da Fazenda Bella Vista, Ana, Joana e Francisca da Silva Goulart, assim chamadas pelo sobrenome da mãe Rosa Maria Goulart. Por causa disso, a história cita a Família Silva Goulart (ou Gularte) que na realidade era a Família Silva Leme.

Acredito que a antiga fazenda por ficar entre a cidade-sede da região e os povoados que deram origem a Três Corações e S.Tomé das Letras, ligados via região de Cruzília à s cidades de Aiuruoca e Baependi, municípios quase tão antigos como a sede Campanha.

Por outro lado, um descendente de um mercador de escravos, também residia próximo na sua fazenda no lugar chamado de Palmital, nome que às vezes é confundido com Palmital, antiga fazenda de Guilherme da Cunha Gago e Mécia da Veiga Lemes, que na realidade se chamava "Palmital do Caxambu" em Baependi.

Vicente da Silva Leme é o que mais deixou descendentes na cidade. Dos filhos deste, Antônio Joaquim da Silva Lemes (já com "s" no sobrenome) foi o que mais trabalhou pela cidade. Mesmo assim, esse homem não é lembrado em nenhum lugar e mesmo se perguntarmos aos descendentes quem era ela, não saberão com certeza responder.

Antônio Joaquim foi o pai do Cap.Cláudio Amâncio da Silva Lemes, membro da primeira casa legislativa da cidade que depois se transformou na nossa "Câmara Municipal".

Voltando a Antônio Joaquim, lembro que ele foi o líder na construção da primeira igreja da cidade, que se tivesse sido preservada estaria ali ao lado esquerdo da atual matriz ( onde até pouco tempo existia um cruzeiro). Estavam nessa empreitada de construção do primeiro templo, os seus irmãos: José Vicente da Silva Lemes, com vários descendentes como Antônio Joaquim na cidade e região, Tomé da Silva Lemes, também com ampla descendência e João Evangelista, sem descendentes confirmados na região.

2 comentários:

alessandralemes disse...

Meu nome é Alessandra da Silva Lemes nasci aos 15 de janeiro de 1979,Sou filha de Geralda da Silva Lemes que é filha de Geraldo da Silva Lemes.
Dizem que eles eram de Campanha,porém não sei ao certo porque minha mãe me deixou quando eu tinha 6 meses de idade com uma família aqui em Varginha por quem fui muito bem criada.porém sempre gostei muito do meu sobre nome,aliás sempre brincava que a herança que minha mãe deixou-me ao me abandonar foi esse lindo sobre nome.gostaria muito de um dia encontrá-la.ou conhecer alguém de sua família pra voltar ás minhas origens.Portanto se tiver algum "Silva Lemes que possa e queira me ajudar fico muito agradecida pois fazem 30 anos que eu espero por isso.

silva lemes disse...

Prezada parente,

Para que eu possa responder use o envelope ao lado (clique e preencha com o seu e-mail resposta que aliás não é divulgado e só o administrador do site tem acesso).

Quem sou eu

Minha foto
Servidor Público, Bel em Direito, gosto de genealogia.